logo teologia nordwste

Alder Júlio Ferreira Calado

 

A atual Diretoria da Associação da Árvore, uma dentre a dezena de grupos integrantes de um movimento cinquentenário mais conhecido como Teologia da Enxada, tomou a feliz iniciativa de prestar uma homenagem em memória do missionário Raimundo Nonato de Queiroz, um de seus animadores e formadores de referência. E, em parceria com várias comunidades de Bayeux, Santa Rita, Café do Vento e outras da região, empenhou-se em organizar um Memorial na sede da referida Associação Curso da Árvore, localizada em Bayeux, mais precisamente, na antiga residência do Pe. José Comblin, um dos principais inspiradores da Teologia da Enxada.

Num verdadeiro trabalho de mutirão, envolvendo grupos de amigos e comunidades variadas, num período de cerca de três meses, conseguiu ultimar os preparativos, e eis que domingo, dia 25 de agosto, foi inaugurado o Memorial Raimundo Nonato de Queiroz, contando com a participação de uma centena de amigos e amigas de Nonato (como era conhecido), vindos de várias cidades da região e de Pernambuco (Tacaimbó, Recife), onde Nonato havia atuado, nos inícios da Teologia da Enxada.

 

À medida que se aproximava o dia da inauguração do Memorial, a nova diretoria da Associação empenhava-se em ultimar os preparativos para o dia 25, contando com uma legião de voluntárias e voluntários de Santa Rita, de Bayeux e outras áreas circunvizinhas, atuando em verdadeiro mutirão, em várias tarefas: limpeza do acesso à sede, cuidados gerais na cozinha e no refeitório, arrumação do auditório, e principalmente, arranjos finais na sede do Memorial.

Ainda cedo do dia, lá se encontravam, junto com membros da atual e precedente diretoria dezenas de voluntários a recepcionarem os que chegavam para participar da inauguração do memorial.

Por volta das 9h30 os participantes foram sendo convidados a tomar seus assentos no auditório. Feita a abertura por Roberto Maciel, atual diretor da associação Árvore é Fátima Maciel (esposa de Roberto e membro da diretoria, sendo ela atuante desde a fundação da Associação), quem assume a coordenação dos trabalhos, dando as boas vindas e solicitando que cada comunidade ali presente ou representada, dissesse quem era e de onde vinha. Enquanto os participantes se apresentavam, eram aclamados e aclamadas com músicas conhecidas da caminhada, ao tempo em que continuávamos aguardando a chegada de outras comunidades (Tacaimbó, Campina Grande, Recife...). Em seguida, Fátima, ao expor a programação e ao sublinhar o sentido daquele encontro, em homenagem à memória do missionário Raimundo Nonato de Queiroz passa a convidar algumas pessoas da caminhada a comporem a mesa de reflexões acerca de vários traços da figura do homenageado: Pe. Hermínio Canova, Prof. Adauto Guedes (que, mais adiante compartilha sua fala com o senhor Álvaro Marques, atual prefeito de Tacaimbó, e simpatizante de longa data da Teologia da Enxada), Educador Antônio de Pádua, Prof. Elenilson Delmiro dos Santos, Profa. Aparecida Queiroz (esposa de Raimundo Nonato, estando presentes os seus filhos Catarina e Filipe), Alder, Pe. Cristiano (veneranda figura nonagenária de missionário redentorista atuando em Campina Grande) e João Batista Magalhães Sales, amigo de caminhada de Nonato, desde 1963, nos tempos do seminário da várzea, em Recife. 

Iniciando os testemunhos, Pe. Hermínio Canova acentuou a relevância da iniciativa tomada pela Associação Árvore, de dedicar ao missionário Raimundo Nonato um memorial, lembrando que fazer memória não significa uma mera revisitação ao passado, com sentimento de saudosismo. Um memorial não deve ser tomado como um museu ou um arquivo morto. Referiu-se ainda, à feliz coincidência desta iniciativa com outros memoriais construídos em regiões circunvizinhas, tais como o Memorial Pe. Ibiapina e Memorial Pe. José Comblin, situados em Santa Fé, no município de Solânea, no memorial das Ligas e Lutas Camponesas na Paraíba, situado em Barra de Antas (Sapé-PB). Ainda em sua vinda para cá, lembrava-se da importância do encontro que estava acontecendo, justamente no memorial das Ligas e Lutas Camponesas na Paraíba reunindo em torno de 115 jovens agricultores, dos assentamentos da região.

Não se trata, portanto, de se construir um memorial por saudosismo, mas como uma forma de cultivar a memória e de extrair lições e inspiração o enfrentamento dos desafios presentes, reafirmava Pe. Hermínio. 

O Prof. Adauto Guedes, cujo livro sobre os inícios da Teologia da Enxada, se encontrava exposto no Memorial, tratou de ressaltar a figura de Raimundo Nonato, a partir de sua inserção como membro a Equipe de Seminaristas, instalada como um dos primeiros núcleos da Teologia da Enxada, junto às comunidades rurais e das periferias urbanas de Tacaimbó, em especial entre os anos de 1969 e 1971, em plena Ditadura Civil-Militar. Destacou vários episódios envolvendo a figura do homenageado, inclusive lembrando como aquelas comunidades rurais e da periferia urbana de Tacaimbó tratavam os membros daquela equipe os daquele núcleo inicial da Teologia da Enxada, chamando-os simplesmente de “os seminaristas”. Juntamente com Raimundo Nonato, também aí atuavam figuras como Frei Enoque, João Firmino e outros, além da presença de membros da Equipe formadora, da qual participavam, entre outros, o Pe. José Comblin e a Irmã Maria Emília Ferreira. Ressaltou alguns episódios conflituosos, em que Nonato acabou envolvido. Aqui, sublinha especialmente um traço profético de Nonato, ao narrar o inconformismo da elite local com o protagonismo dos pobres, promovido por aquele núcleo inicial da Teologia da Enxada, no tocante a vários aspectos, inclusive com relação à tradicional festa de Santo Antônio, Padroeiro daquela cidade.

Era costume, nestas festas, que as autoridades e outros membros da elite local tomassem a frente na condução desta festa. Contundo, à medida que essas comunidades do campo e da cidade iam tomando consciência de sua condição de sujeitos e de cidadãos, também passavam a tomar a dianteira nessas ocasiões, provocando a ira dos poderosos. O professor Adauto, relembra um episódio conflitivo, em que, o então prefeito da cidade, revoltado com o protagonismo daquelas comunidades e contra seus animadores, não hesita, armado, em procurar Nonato, em sua residência, para tomar satisfação. Não o tendo encontrado em sua casa, vai até à Matriz, onde se encontrava Nonato, juntamente com outras pessoas da caminhada. Estes aconselham Nonato a sair por outra porta, o que é imediatamente recusado por ele, que vai até à frente da matriz apresentar-se de peito aberto, ao perseguidor. Dissuadido de sua intenção por pessoas que se reuniam na frente da matriz, o prefeito acabou não cometendo o crime.

Outro aspecto destacado pelo prof. Adauto diz respeito ao relevante papel da Igreja Católica, na resistência à Ditadura civil-militar, por meio das CEBs e de outras organizações e movimentos de base. Como anunciado no inicio de sua fala, o prof. Adauto sede a palavra ao Sr. Álvaro Marques, atual Prefeito de Tacaimbó –PE, integrante das fileiras de militantes da Igreja na Base, em Tacaimbó, desde o testemunho de sua mãe, membro ativo da mesma caminhada. O Sr. Álvaro reafirma seu compromisso com a caminhada da Teologia da Enxada, a partir do exemplo de sua mãe. Relembra, também, que em 2005 foi outorgado ao missionário Raimundo Nonato, o título de Cidadão de Tacaimbó, graças à sua propositura como vereador. A essa época, o presidente da Câmara Municipal era o filho do ex prefeito que havia perseguido Nonato. Isto, contudo, não impediu a aprovação da propositura, e até com um desfecho curioso: informado da outorga do título a Nonato, o ex prefeito diz tratar-se coisa do passado, já não guardando mágoa em relação a Nonato.

Após um breve canto da caminhada Fátima Maciel convidou o Educador Popular Pádua para oferecer seu testemunho acerca de Nonato. Pádua preferiu destacar com mais força, o traço humorístico de Nonato, a quem conhecera em meados dos anos 80, como formando do CFM (Centro de Formação Missionária) em Serra Redonda-PB. Lembra, ainda, seu estágio de formando foi vivenciado em Tacaimbó-PE, acompanhado por Raimundo Nonato. Como prometido, Pádua passou a focar o lado alegre e bem-humorado do amigo formador. Nonato se destacava pelo seu jeito alegre, descontraído, sempre pronto a desbloquear ambientes pesados, seja com uma bela piada, seja com sua gargalhada característica, seja ainda por outros meios curiosos. De vez em quando, trazia consigo algo para animar a turma, compartilhando amendoim e, em certas ocasiões em companhia de amigos mais próximos, ousava comprar uma garrafa de cerveja, “pingando” um pouco em cada copo, com a intenção de animar o ambiente.

As turmas de formandos dele se lembram de sua iniciativa de levar o pessoal à praia. Ocasiões memoráveis! Duas dessas ocasiões resultaram em ocorrências marcantes, porém desagradáveis. Numa delas, de volta da praia na Toyota conduzida pelo prof. Antônio Guedes, irmão de Nonato, veio a “sobrar” numa curva na subida da Serra, o carro capotou, fazendo vítima fatal o inesquecível Antônio Guedes.

Doutra feita tratou-se de um afogamento que vitimou o saudoso João Marcos, um dos formandos, cujo nome consta como inspiração para os membros da fraternidade São Marcos.

Foi, sobretudo, o lado alegre de Nonato a marca mais forte destacada por Pádua.

Da parte do Prof. Elenilson Delmiro Santos, veio a contribuição acerca de Nonato, a partir de sua ação missionária junto às CEBs (chamadas simplesmente “as comunidades”. Em seu livro Recém-Publicado vê-la o Prof. Elenilson empenha-se em recuperar e analisar a ação das CEBs em Santa Rita e circunvizinhança. Relembra o ímpeto profético dessas comunidades desde os anos 60 e 70, em atividades diversas, inclusive em sintonia com o curso da Árvore, em que Nonato teve uma contribuição reconhecida como animador e como formador.

Destaca, ainda, os momentos críticos da caminhada das CEBs, principalmente durante os pontificados de João Paulo II e Bento XVI. A partir, com tudo, da chegada do Papa Francisco, sente-se um chamamento animador para a retomada dos trabalhos de base inclusive nas CEBs.

A Alder foi solicitado que, em seu testemunho destacasse especialmente situações de conflito em que Nonato acabou se envolvendo, em razão de sua atuação missionária.

Nonato, Antônio Guedes (seu irmão) e eu nos conhecemos, em meados dos anos de 1970, na FAFICA, onde éramos professores. Naquela época, a FAFICA hospedava os professores que vinham de outras cidades, em alguns de seus quartos. Nonato vinha de Tacaimbó, enquanto eu vinha de Arcoverde. Por coincidência, hospedávamos no mesmo quarto, ainda que em dias diferentes. Ao lado da cama dele, havia um abajur, em volta do qual ele havia colado uma página de revista (talvez, “Missions” ou “Informations Catholiques Internationales”, não estou seguro), na qual figurava uma foto de uma criança da Biafra, corpinho esquelético, ossos à mostra, seguida da frase: “Faites quelque chose pour les autres” (Façam alguma coisa pelas outras crianças). Detalhe que bem remetia a uma das marcas de Nonato: sua refinada sensibilidade e seu compromisso com a causa do povo dos pobres. Daí em diante, passei a visitar as comunidades de Tacaimbó, com as quais Nonato trabalhava. Ali se vivia um clima de efervescência, com periódicas reuniões e celebrações círculos bíblicos e outras atividades de formação. Organizavam-se, também, mutirões, Foi assim que, em mutirão, foram construídas algumas casas populares, chamando a atenção pelos seus traços arquitetônicos, sendo o teto em forma de uma abóboda, com a finalidade de facilitar a circulação de ar. “Idéia de Irmão Urbano, sussurrou Pe. Cristiano , sentado ao meu lado. De fato, Ir. Urbano, missionário redentorista, conhecido pela sua engenhosidade a serviço da causa popular, que assessorava também trabalhos de construção. A ele muito deve o PATAC, em Campina Grande e região.

Graças a este tipo de organização e de formação, as comunidades iam exercitando sua conscientização e sua condição de cidadãos e de cristãos. É neste contexto é que se pode entender inconformismo

da elite local, daí surgindo situações de conflito, uma das quais já foi bem ilustrada nas falas de Adauto e de Álvaro.

Tal a densidade profético-missionária daquela conjuntura socioeclesialm esoecuaknebte bi Birdestem qye se escikgey Huçai Oessia cini sede di UUU Ubter-eclesial de CENsm oaa i qyak tanbpen firan ekeutis dekegadis e dekegadas dessas cinybudades, Ebcibtri reakuzadi em 1981m trazebdi yn bivi unokysi irgabuzatuvi e firnatuvi dessas Cinybudadesm tanbapen bi cituduabi da Assicualçai di Cyrsi da pArvirem oara i qyak tabti cibtanis cin a atyalçai di firnadir Raunybdi Bibatim a abunar tabtis ebcibtris de firnalçai oeka reguçai,

 

A oriopisuti da netidikigua vuvebcuada ba Assicualçai pArvirem cynore fazer neblçai da fecybdudade e di oitebcuak cruatuvi de tak netidikiguam cini se davam oir exenokim bi cganadi Cyrsi Bpasucim oruneuri abi da firnalçai qye denabdava cubci abism sem cibtar sey carpater de cibtuubyudadem oius qyen deke oartucuoassem assynua i cinoriussi de segyur em ubcessabte oricessi firnatuvim ai kibgi da vuda,,

 

Vake a oeba subtetyuzar i esopuruti da netidikigua vuvebcuada bi Cyrsi Bpasuci, Travtava0se de trabakgar dubanucanebte teirua e orpatucam usti pem vuvebcuar cibtepydis e oricedunebtis netidikpigucism de nidi ubteratuvi e ubterrekacuibadi, Oara ukystrar brevenebtem segye yn exenoki, Beste oruneuri abi de firnalçaim a cada nÇesm em fubak de senabam a tyrna de firnabdis e firnabdasm acinoabgadis de nenbris da Eqyuoe de Firnalçaim se ebcibtravanm da sexta0feura ai dinubgi, Di oibti de vusta dis cibtepydism eran orioisti sete tenas0cgavem cada tena sebdi trabakgadi byn nÇesm baqyeke fubak de senaba fuxadi, Is tenas eran> Igreja-Comunidade, o mundo dos pobres a Missão, a Vocação, a Oração, Ministérios, Povo de Deus. Mas, de que forma cada tema-chave destes era trabalhado? Aí é que se encontra seu alcance revolucionáriom Pa neduda qye3 se recirrua a iuti oassis a seren vuvebcuadism dyrabte aqyeke fubak de senabam em oreifybda garnibua iy subtibua cin i tena0cgave trabakgadi. Por exemplo, se o tema era o mundo dos pobres ebtçai is nenbris d da Eqyuoe de Firnalçai 0 senore de nidi duakpiguci e bybca cin tin orifessirak 0 cbvudavan is oartucoabtesm oruneuim oara yn ninebti de Iralçai, Iralçai bem cibtextyakuzadam ubckysvue bas keutyras e caibtis orioistism acinoabgadis de oartukga sibre as keutyras escytadasm tidas ligadas ao mundo dos pobres,

 

 Curso basicotado ao meu lado..itar a circulaça subducak

dos anos 1970 bis e da FAFUCA de Caryary(, Oir kpa oerbiutpavanis, A FAFUCA cistynava abrugar em akgybs de seys qyartis oorifessires vubdis de iytras cudades, Bibati e Gyedes vubgan de Tacaunbpi. Eym de Arciverde, Em duas duferebtesm Bibati e ey peranis abrugadis bi nesni qyarti, Kenbri qyem ai kadi de sya canam gavua yn abahym ai redir di qyak Bibati gavua cikadi yna opaguba de revusta *takvez “Nussuibs”m takvez “Ubfirnatuibs Catkgikuqyes Ubterbatuibakes”m bçai ne kenbri(m ba qyak fugyrava a fiti de yna cruabla da Buafram nagperrunam issis exoistis, Fiti segyuda da frase> !”Fautes qyekqyes cgise oiyr kes aytres” *Falan akgyna ci7usa oekas iytras crubablas,,,(, Yn detakge qye akyde a yn dis tralis de Bibatim sya sebsubukudade e sya sikudareuedade ai oivi dis oibres, A oartur de ebtçaim tuve a ioirtybudade de vusutar vparuas vezes as cinybudades de Tacaunbpi 0 OE, Cganava0ne a ateblçai i traladi das oeqyebas casas cibstrypudas em nyturçaim cin a oartucoalçai dis senubarustas> eran casubgas cyhi teti era cibstrypudi cini yna abpibidam oara facukutar a cirrebte de ar, “Udpeua de Urnçai Yrbai” 0 syssyriy Oe, Crustuabim ai ney kadi,

 

Esse heuti de trabakgiar cin i oivi dis oibresm tratabdi0i cini oritagibustam e bçai cini akvi de oebam ebsehava yna cibfuabla recpuoricam yna aytiestuna extrairubparuam yna vubrabte desciberta de syas oitebcuakudadesm de sya cibdulçai de syheutis de sya gustpirua,

  

Pe. Cristiano

Elenilson

Cida Queiroz

João Batista

Gisele

Jeane

Gilma

Kiril

 

Acompanhado de perto por tantos membros desta Igreja na Base, Pe. Cristiano segue firme e forte,a participar de diversas iniciativas protagonizadas por leigos e leigas, ainda em 1 de dezembro passado veio a Várzea Nova acompanhado por uma caravana de leigos e leigas de Campina Grande para celebrar a festa de Charles de Foucauld, que se deu num lugar dedicado ao atendimento educativo de crianças, trabalho coordenado pelas Irmãs Judith e Stella, missionárias dominicanas argentinas.

Todos ficaram tocados, ao ouvirem, mais uma vez, o testemunho do Pe. Cristiano, bem como de outras pessoas vindas de Campina Grande, dentre as quais, Irmã Mercês para o inauguração do Memorial Raimundo Nonato de Queiroz.

 

E a Profa. Aparecida Queiroz também foi chamada a expressar seu sentimento acerca de Nonato, focando aspectos de sua íntima convivência com ele, como mulher, como companheira de caminhada missionária. 

  

A troca de experiências consiste 

A trica de exoeruÇebcua cibsuste bi ninebti =m dyrabte i qyakm a tyrna de firnabdi e firnabdasm dustrubypudis en oeqyebis gryoism tratava de se cibgecer nekgir ybs ais iytrism ynas as iytrasm tebdi senore cini fici nituvadir i tena trabakgadi bi dua ba ciasuçai, Yn neui efucaz de se fazeren naus cibgecudis is oartucuoabtes> seys resoctuvis binesm de ibve vubganm de qyaus cinybudadesm i qye fazuan cini trabakhgim is desafuis ebfrebtadis oir syas cinybudadesm i qye fazuan oara syoerpa0kism ete=c, Este oassi era yn dis naus aorecuadis oekas tyrnas, Em seguida senore a oartur di tena di duam "Caixa de retratos"m en qye is oartucuoabtes eran cibvudadis e cibvudadas a fazeren a keutyra de trecgis sekecuibadis da Bpubkua *Abtui e Bivi Testanebti(m rekatuvis ai tena trabakgadi, Se fissem oir exenokim i tena di nybdi dis oibresm a tarefa cibsustua en exanubarm en oeqyebis gryism i qye duzua a Oakavra de Deys acerca dis oibres, E bçai se tratava aoebas de ibservar cini is oibres vuvuan e eran tratadis oeka oeka Oakavra de Deysm baqyeka peoicam nasus a ateblai tanbpen se viktava oara i cibtexti t=atyakm ba Anperuda Katubam bi Brasukm bi Birdestem enbissa ciy=nybudade kicaus,  

En assicualçai cin i oassi abteruirm i oassi segyubte orioucuava is firnabdis e firnabdas a a keren breves textis  iy trecgis da buigrafua de santos e santas cyha vuda ahydasse naus de oerti a ebtebder i tena trabakgadi, Sabti Abtçaim Sçai Frabcuscim i orpiorui Oe, Ubuaouba sçai exenokis de sabtis tinadis cini akvi de refkexçaim a oartur di tena di dua, A seguir trechos de documentos da Igreja (do Vaticano II, de Medellín, de Puebla...)  em busca de identificar e refletir sobre a caminhada e a missão da Igreja Católica, na atualidade. 

Aubda en sya fakam == 0 hpa bi cineli 0m Akder kenbrava qye aqyeke ebcibtri narcabte de ubaygyralçai di Neniruak Raunybdi Bibati se dava byn cibtexti gustpiruci bastabte sinbruide bissa realidade brasileira, Nasm cini en iytras senekgabtesm sinis senore cganadis oeki Esopuruti di Ressyscutadi a fazernis bissa oarte de resustÇebcuam cibfuabtes ba cibgecuda afurnalçai de Din Gekder CÇanara> "Qyabti naus escyra pe a biutem naus carrega debtri de su a nadraygada,"

 

Dom Helder Câmara "Quanto mais escura é a noite, mais carrega dentro de si a madrugada".

INSERIR TRECHOS DA CARTA DOS JOVENS ASSENTADOS

 

Cini abteruirnebtem aopis yn breve cabti da caanubgadam a Ciirdebadira dis trabakgism Fpatuna Nacuekm cede a oakavra ai Orif, Ekebuksib Deknuri dis Sabtism a qyen fira cibfuada a tarefa de subtetuzar sya recebte oesqyusa acerv=ca das Igrejas da Base de Santa Rita e entorno curcybvuzubga,  "Igreja na Base"m peoica dyrabte a qyak firan oruiruzadis iytris nivunebtis e irgabuzalçaie =s de feulçai cibservadira, 

Naus recebtenetbem assubakam == Ekebuksibm gralas ai carusna orifpetuci di Papa Francisco subaus aqyu e aku de yn bivi tenoim naus aubda tpunudism en cinoaralçai cin a firla irgabuzatuva das CEB+Bs das oruneuras dpecadas, Fez qyestçaim aubda m de ressaktar is orifybdis kalis irgÇabcucis das CEBs cin a Assicualçai da pArvire,

 

 

Missionário integrante de uma geração profética de padres redentoristas do Nordeste. Pe Cristiano junto com Pe. Humberto Plumen, Pe. Gabriel,  Pe. Antonino, Pe. Jaime, Pe. Estevão, e outros. 

 

veberabdi Urçai Yrbabiim fybdadir di OATACXXm ebtre iytris(m Pe, Cristiano rememora fatos e episódios protagonizados por Raimundo Nonato, 

 

teve yna atyalçai de recibgecuda cibtrubyulçai cini Edycadirm hybti a vparuas cinybudades de keugis e keugas atyabdi en cibhybti cin Oe, Crustuabim ba Cinybudade oariqyuak oir eke abunadam en Canouba Grabde, 

 

Seys 992 abis bçai kge tÇen sudi ibstapacyki oara sya alçai nussuibparua, Aubda recebtenetbem oir icasuçai da feta de Cgarkees de Faiycayktm en 1 de dezenbri oassadim kpa estava i Oe, Crturustuabim acinobagdi de vparuas oessias de sey ebtribi nussuibparui, Festam akupasm cekebbrada emum recanto de atendimento educativo de crianças, coordenado pelas Irmãs Judth e Stella, missionárias dominicanas argentinasm tanbpen oresebtes ba ubaygyralçai di Neniruak Raunybdi Bibtai,

 

A seguir,