logo teologia nordwste

 

 

Medellín, 50 anos: vocação e missão das Leigas e dos Leigos, à luz da tradição de Jesus”

 

 

Síntese da Jornada Comunitária organizada pelo Grupo “KAIRÓS-Nós Também Somos Igreja”

 

 

No dia 05 de agosto de 2018, na Capela Ecumênica da UFPB, aconteceu a Primeira Jornada Comunitária das Semanas Teológicas Pe. José Comblin, tendo como tema mobilizador “Movimentos Leigos” (um dos cinco capítulos priorizados pelo grupo de coorganizadores das semanas teológicas, dentre os dezesseis que compõem o Documento de Medellín).

 

Por volta das 8h30, teve início a celebração com acolhida e as boas vindas às pessoas presentes. Na mesma acolhida, foram anunciados os passos a serem vivenciados, começando pelo canto “Eu vim para que todos tenham vida”, que mereceu uma reflexão compartilhada, considerando-se: o espírito da liturgia do dia, o tema da celebração e as circunstâncias históricas da canção (tema da campanha da fraternidade do ano de 1974, em plena ditadura civil-militar).

 

Passou-se, então, para o canto de aclamação ao Evangelho, “Toda palavra de vida”, seguindo-se a leitura do Evangelho do dia João 6,24-35 (“Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem acreditar em mim nunca mais terá sede”). Após um momento de silêncio deu-se a partilha da Palavra, pelos participantes da jornada.

 

O próximo momento foi dedicado a uma breve contextualização do tema “Medellín, 50 anos: vocação e missão da Leigas e dos Leigos, à luz da tradição de Jesus”, em que foram partilhadas algumas reflexões rememorativas e provocativas acerca do tema.

 

Em seguida, foi feita à várias vozes a leitura integral do capítulo do Documento de Medellín, concernente ao Laicado. A partir daí abriu-se um fraterno debate sobre o contexto histórico da realização daquela conferência de Medellín, em 1968, bem como sobre o legado, o potencial profético e os limites daquele acontecimento eclesial, que inspirou um profundo esforço de refundação da Igreja Latino-Americana e do Caribe, de modo a inspirar proféticas iniciativas no campo sócio eclesial, impulsionando as CEBs, a teologia da libertação, as pastorais sociais e toda uma rede de serviços em defesa e em promoção da “opção pelos pobres”. Também, foram partilhadas reflexões sobre os desafios sócio eclesiais da atualidade, buscando fazer a ponte entre o ontem e o hoje, com cuidado de bem distinguir os desafios de ontem e de hoje enfrentados pelos movimentos leigos.

 

Pontos do documento destacados nas falas:

 

- Opção pelos pobres como ponto dominante e mais fecundo também presente no capítulo sobre os leigos e as leigas;

 

- Chamamento ao espírito missionário das leigas e dos leigos, por força de sua condição de batizados;

 

- Estímulo ao protagonismo dos leigos e leigas; especialmente no mundo secular;

 

- Colaboração nas atividades administrativas da Igreja (conselhos paroquiais, diocesanos, entre outros).

 

Das reflexões feitas:

 

  • O que se mantém de pé hoje, daquilo que foi trabalhado há 50 anos atrás?

 

- O compromisso dos leigos com a causa dos pobres, mesmo sofrendo recuos.

 

- A tendência dos grupos leigos de atuarem na ação social, ainda que em grau menor do que naquele contexto.

 

  • O que avançar, a partir de Medellín?

 

- o compromisso dos grupos e movimentos leigos de participação nas decisões internas da Igreja;

 

- o reconhecimento da dignidade e dos direitos das mulheres de serem tratadas como sujeitos de decisão, ao lado dos homens em todos os campos, inclusive na Igreja;

 

- o compromisso de formação contínua dos leigos e leigas, com sua efetiva participação na organização e metodologia dessa formação (à luz do evangelho, lido conforme o que o Espírito Santo nos tem a dizer, também hoje).

 

 

Feitas as reflexões em cima do texto, foram prestadas várias informações sobre as próximas jornadas comunitárias e a sessão de encerramento da VIII STPJC, encerrando-se com uma confraternização com os participantes, a convite de Elias e Marinete, que nos brindaram com uma merenda.

 

 

Eis um breve resumo do que foi a Jornada Comunitária animada pelo Kairós.